contato@comunicabc.com.br

30 de novembro, 2023

2

Horas extras, PLR, comissões, 13º: veja como saber quanto a mais você pode receber

Calculando Horas extras, PLR, comissões, 13º

Saiba como realizar o cálculo do seu 13º salário e saber o valor de benefício que tem para receber

Com o fim do ano chegando, todos aqueles que trabalham de carteira assinada já ficam ansiosos para receber o 13º salário e, assim, aproveitá-lo nas compras de fim de ano.

No entanto, o valor a receber pode variar muito, afinal, o cálculo feito não leva em consideração apenas o seu salário, mas a quantidade de meses trabalhados, as comissões e até as horas extras.

Portanto, para ajudar você a calcular o décimo terceiro salário, separamos neste conteúdo as principais informações sobre esse pagamento e esclarecimentos sobre como ele funciona na prática!

Como funciona o pagamento do 13º salário?

Pela lei, o 13º salário pode ser pago de forma integral aos trabalhadores ou em duas parcelas, concedidas nos meses de fevereiro a novembro e uma parcela no mês de dezembro. A escolha pela forma de pagamento fica a cargo da empresa.

Assim, caso a empresa opte por parcelar o pagamento, ela precisa seguir algumas regrinhas. Sendo assim, a primeira parcela precisa corresponder a cerca de 50% do salário do trabalhador e deve ser paga entre o dia 1º de fevereiro até o dia 30 de novembro.

Já a segunda parcela do 13º representa o restante do benefício do trabalhador e deve ser paga até o dia 20 de dezembro, com os descontos do INSS e IRRF.

Por fim, caso a empresa opte por realizar o pagamento total do 13º em uma única parcela, ela precisará transferir para o funcionário o valor do benefício até o dia 30 de novembro.

Como calcular o 13º salário?

Em suma, a forma que o 13º salário é calculado é simples e pode ser feita seguindo 3 passos. Aqui, só é preciso se atentar ao desconto do INSS e do Imposto de Renda (IRRF).

Esses descontos vão variar conforme o valor do seu salário. Por exemplo, quem ganha até um salário mínimo recebe 7,50% de desconto do INSS e nenhum desconto do Imposto de Renda.

Para saber os valores que serão descontados do seu salário, você só precisa pesquisar as tabelas do INSS e IRRF para descobrir a porcentagem a ser descontada de acordo com a sua faixa salarial.

O cálculo do 13º salário a ser recebido em uma única parcela pode ser feito dessa maneira:

  1. divida o valor do seu salário em 12;
  2. multiplique o resultado pela quantidade de meses trabalhados;
  3. subtraia desse valor os descontos do INSS e IRRF.

Assim, ao fazer esse cálculo, você já consegue ter uma noção do quanto receberá no final do ano, caso a sua empresa opte por realizar o pagamento integral do benefício

Porém, existem cenários diferentes que fazem com que esse cálculo seja adaptado, como você verá a seguir.

Cálculo para  a 1º parcela

Como vimos, a primeira parcela do seu 13º salário é equivalente à metade do seu salário. Dessa forma, o cálculo ficaria assim:

  1. divida o valor do seu salário por 12;
  2. multiplique o resultado pelos meses trabalhados;
  3. divida o total por 2.

Cálculo para  a 2º parcela

Pela lógica o valor da segunda parcela do 13º salário deveria ser equivalente ao restante que a empresa precisa pagar. No entanto, essa parcela geralmente tem os descontos do Imposto de Renda e do INSS.

Então, para calculá-la, você pode seguir os mesmos passos do cálculo da primeira parcela e adicionar uma etapa a mais, que é o cálculo dos descontos do INSS e IR, como mostrado abaixo:

  1. divida o valor do seu salário por 12;
  2. multiplique o valor pelos meses trabalhados;
  3. divida o total por 2;
  4. subtraia do valor o desconto do INSS e IRRF.

Cálculo do 13º proporcional

Já o cálculo do 13º proporcional é feito quando uma pessoa está trabalhando a menos de um ano na mesma empresa. Por conta disso, ela recebe um valor proporcional à quantidade de meses trabalhados.

Para realizar esse cálculo, só é necessário:

  1. dividir o seu salário por 12;
  2. multiplicar o resultado pelo número de meses que trabalhou.

Feito isso, você pode seguir subtraindo os descontos de INSS e IRRF, caso sua empresa realize o pagamento integral, ou então seguir para o cálculo da primeira e da segunda parcela.

Cálculo de horas extras

Caso você tenha trabalhado horas a mais e a empresa não realize um acordo de oferecer dias de folga para descontar as horas, você pode contabilizá-las no seu décimo terceiro.

Para isso, você precisa primeiro descobrir o valor da sua hora extra. Para explicar melhor, vamos supor que você trabalhe 220 horas por mês e tenha um salário de R$2.500,00. Dessa forma, o cálculo ficaria assim:

  1. R$2.500,00 / 220 = R$11,36 (esse é o valor da hora trabalhada);
  2. R$11,36 / 2 = R$5,68 (valor da metade da sua hora trabalhada);
  3. R$11,36 +  R$5,68 = R$17,04

Assim, o valor da sua hora extra é de R$17,04. Sabendo disso, basta multiplicar esse valor pela quantidade de horas trabalhadas a mais e depois somar o valor ao seu salário bruto para, assim, compor seu 13º salário.

Cálculo de comissões

Por fim, caso você tenha recebido comissões no seu trabalho, o cálculo do 13º salário ficaria assim:

  1. some os valores que recebeu de comissão;
  2. divida o total pelos meses que trabalhou até novembro.

Feito isso, basta adicionar o valor ao seu décimo terceiro e depois fazer o cálculo referente à quantidade de parcelas em que sua empresa pagará o benefício.

Tags:

Redação Multti Clique

Redação Multti Clique

O Multti Clique é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *