contato@comunicabc.com.br

14 de abril, 2024

2

Deficiência de vitaminas: saiba como resolver essa questão

Deficiência de vitaminas

O consumo inadequado de vitaminas pode fazer com que o corpo seja acometido por uma série de doenças

Para que o corpo possa trabalhar normalmente, é necessário consumir uma quantidade mínima de nutrientes todos os dias. Caso o consumo de frutas e legumes na dieta seja baixo e inadequado, o organismo fica propenso a ter uma carência de vitaminas.

Se não for tratado e corrigido rapidamente, esse problema pode levar o organismo a desenvolver uma série de doenças. A seguir, entenda melhor as possíveis complicações e o que pode ser feito para reverter o quadro.

O que é avitaminose?

Apresentar deficiência de vitaminas no corpo é uma condição chamada de avitaminose. Ela ocorre justamente quando a pessoa não consegue atingir o nível mínimo de consumo diário de nutrientes que o corpo precisa para poder funcionar corretamente. Isso pode acontecer tanto pela baixa ingestão desses nutrientes como pela má absorção deles pelo corpo.

Quais os desdobramentos da ausência de vitaminas no corpo?

Quando a avitaminose não é tratada corretamente, o indivíduo fica sujeito a desenvolver uma série de doenças e outros problemas de saúde. Entre elas, é possível citar a anemia, a cegueira noturna, o raquitismo, os distúrbios metabólicos e a pelagra.

Quais os sintomas da falta de vitaminas e o que pode ser feito?

Os sintomas de que o corpo está com deficiência de algum tipo de vitamina irão variar conforme a vitamina faltante. Geralmente, os mais comuns são cansaço, falta de atenção, pele áspera e seca, sono diurno, unhas e cabelos quebradiços. No caso de crianças, o atraso no crescimento e indícios de problemas motores e cognitivos. A seguir, entenda melhor quais os sintomas da ausência dos principais tipos de vitamina e como resolver a questão.

Vitamina A

A ausência dela pode ocorrer em bebês que não são amamentados ou quando a mãe teve deficiência da vitamina durante a gravidez. Também pode acometer adultos que passaram por episódios recentes de diarreia. A falta da vitamina A pode causar resfriados, gripes, olhos e pele seca, infecções e anemia.

O tratamento ocorre com a suplementação da vitamina em altas doses. Isso deve ser aliado estabelecendo-se uma dieta com alimentos ricos em vitamina A, como batata-doce, couve, cenoura e beterraba.

Vitaminas do complexo B

Quando a pessoa está abaixo do peso e não se alimenta com alimentos ricos em vitaminas do complexo B, ela fica em carência das diferentes vitaminas que fazem parte do complexo. Hábitos como consumo frequente de bebidas alcoólicas e ter uma dieta rica em carboidratos, por exemplo, diminuem a absorção das vitaminas B1 e B7.

Já a gravidez, a amamentação e doenças como a leucemia podem contribuir para a diminuição da absorção de vitamina B9. A ausência da vitamina B12 é mais rara, mas pode acometer vegetarianos, veganos e pessoas com gastrite. Caso haja alteração no funcionamento do fígado, o indivíduo pode sofrer com a ausência da vitamina B8.

No mesmo caso da vitamina A, é importante procurar a suplementação das vitaminas do complexo carente e se alimentar com comidas ricas dessas proteínas. Elas incluem peixes como salmão e atum, carnes, feijão, berinjela, cereais integrais, brócolis, batata-doce, couve-flor, laranja, melão e espinafre, entre outros.

Vitamina C

A ausência da vitamina C é caracterizada pelo sangramento da mucosa e das membranas gengivais, além de hemorragia e mau hálito. O não tratamento pode levar ao surgimento de feridas na pele e ao escorbuto, além de deixar o indivíduo mais propenso à gripe, pneumonia e bronquite. Essa deficiência pode ser corrigida com a ingestão de frutas cítricas, tais como maracujá, laranja, limão e abacaxi, além da possibilidade de suplementação.

Vitamina D

Se a pessoa tiver deficiência de vitamina D, ela corre maior risco de desenvolver câncer, além de problemas cardíacos, osteoporose e esclerose múltipla. Isso pode ser corrigido com o consumo de atum, carne bovina, manteiga e gema de ovo, além de tomar sol por pelo menos 20 minutos diariamente.

Vitamina E

Em caso de deficiência da vitamina E, a pessoa pode sofrer com a diminuição dos reflexos, apresentar dificuldades visuais e desenvolver doenças cardíacas. Também há o risco do desenvolvimento de câncer, mal de Alzheimer e mal de Parkinson. Além da suplementação, a vitamina E pode ser encontrada em óleos vegetais, verduras, banana, soja e oleaginosas.

Vitamina K

A ausência dela faz com que a pessoa corra o risco de ter alterações na coagulação sanguínea. Com isso, o estancamento de um eventual sangramento, seja interno ou externo, é dificultado, levando a uma hemorragia. Consumir couve-flor, alface, espinafre, brócolis e cenoura são formas de manter o nível da vitamina K em dia.

Quais exames fazer para detectar a deficiência de vitaminas?

Para realizar o diagnóstico da ausência de vitaminas, normalmente são feitos exames de sangue e urina para checar os níveis delas no organismo. Em alguns casos, o médico pode solicitar também exames de imagem para que seja possível fazer uma avaliação dos ossos ou do sistema nervoso. O profissional de saúde também leva em conta os sintomas relatados e o histórico clínico do paciente para fechar o diagnóstico.

Tags:

Redação Multti Clique

Redação Multti Clique

O Multti Clique é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *