contato@comunicabc.com.br

14 de abril, 2024

2

Apiculturista: o segredo da produção de mel

Apiculturista

Uma coisa você já deve imaginar: a apicultura desempenha um papel importante tanto na produção de alimentos quanto na conservação do meio ambiente. Mas já parou para pensar, ou mesmo considerar, a carreira de apiculturista?

Os apicultores são responsáveis pelo manejo das colmeias e pela criação das abelhas, desempenhando um papel crucial na polinização de plantas e na preservação da biodiversidade. Por isso, nesse artigo, vamos trazer os segredos da produção de mel, abordando os principais pontos da carreira de apiculturista.

O que é ser apicultor e o que é a apicultura?

A apicultura é uma atividade que consiste na criação e manejo de abelhas com o objetivo de produzir mel, cera, própolis e outros produtos apícolas. Os apicultores, por sua vez, são os profissionais responsáveis por cuidar das colmeias e garantir o bem-estar das abelhas.

O principal objetivo da apicultura é, como você deve imaginar, a produção do mel. Mas a apicultura desempenha um papel extremamente importante também na polinização das plantas, contribuindo para a reprodução de diversas espécies e a manutenção da biodiversidade.

Dessa forma, o apicultor é crucial na criação e manejo das abelhas, já que é responsável por selecionar as melhores colmeias e raças, bem como pela própria construção e manutenção das colmeias. 

Qual é a função do apiculturista?

Conforme adiantamos, o apiculturista, ou apicultor, é responsável por toda a logística de instalação e manutenção da colmeia – excluindo, evidentemente, os atos próprios e naturais das abelhas.

A verdade é que não existe uma só função para esse profissional: o manejo das colmeias envolve diversas atividades, como:

  • fornecer alimento suplementar para as abelhas durante períodos de escassez de néctar e pólen; 
  • controlar pragas e doenças que possam afetar a saúde das abelhas; 
  • fazer a troca de favos danificados e;
  •  monitorar o desenvolvimento da colônia.

Uma das tarefas importantes do apicultor é o controle da reprodução das abelhas. A rainha, que é a única fêmea fértil da colmeia, é a responsável por colocar os ovos. O apicultor pode intervir nesse processo de reprodução para controlar a população e evitar a formação de enxames que se separam da colmeia mãe para formar novas colônias.

Além disso, o apiculturista também é responsável pela coleta e extração do mel. Essa etapa requer cuidado e conhecimento técnico para evitar danos às abelhas e à colmeia, além de interferir diretamente na qualidade do mel produzido. A extração do mel é feita utilizando-se equipamentos adequados, como o extrator de mel, que permite a remoção do mel dos favos sem danificá-los.

Quais os riscos da profissão?

A profissão de apiculturista apresenta alguns riscos que precisam ser considerados para garantir a segurança e a saúde dos profissionais. 

O principal está relacionado às picadas de abelhas, que podem causar reações alérgicas graves em algumas pessoas. Além disso, há o risco de acidentes durante o manuseio das colmeias e o uso de equipamentos inadequados. 

Para minimizar esses riscos, é essencial que os apiculturistas utilizem Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados, como roupas de proteção, luvas, botas e véus, que proporcionam uma barreira física contra as picadas. 

Assim, é fundamental que os apiculturistas recebam treinamento em conformidade com a NR 6, norma regulamentadora que estabelece os requisitos mínimos para a utilização de EPIs. 

Este treinamento NR 6 capacita os apiculturistas a identificar os riscos envolvidos na atividade e a utilizar corretamente os equipamentos de proteção, promovendo a segurança e a saúde no trabalho. A adoção dessas medidas de segurança é de extrema importância para garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável para os apiculturistas, permitindo que eles possam exercer sua profissão de forma consciente e responsável.

Quanto ganha em média um apiculturista?

O ganho médio de um apicultor no Brasil pode variar bastante, já que depende de diversos fatores. Alguns critérios que podem influenciar diretamente na remuneração são:

  • escala de produção;
  • região geográfica;
  • produtividade das colmeias;
  • mercado local; e 
  • outras especificidades

Também é importante destacar que a apicultura é uma atividade que demanda um considerável investimento inicial e requer conhecimento técnico para alcançar bons resultados.

No Brasil, a produção de mel varia significativamente de acordo com a região do país, já que temos uma boa variação no clima, com alguns locais com maior disponibilidade de floração e menor incidência de doenças e pragas. Estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais, por exemplo, são conhecidos por possuírem um setor apícola bem estabelecido.

É fundamental destacar que o sucesso financeiro na apicultura requer dedicação, conhecimento técnico, investimento em equipamentos e colmeias de qualidade, além de uma boa gestão do negócio. 

A busca por capacitação técnica, o acesso a informações atualizadas sobre o mercado e o estabelecimento de parcerias podem contribuir para uma carreira satisfatória no setor.

O que um apiculturista precisa?

O apicultor deve conhecer o comportamento das abelhas, entender suas necessidades e garantir um ambiente propício para seu desenvolvimento. Mas, além disso, alguns equipamentos também são fundamentais para a segurança no dia a dia e para o manejo eficiente das colmeias. 

Roupas de proteção

Uma das principais preocupações dos apicultores é garantir sua proteção contra as picadas das abelhas. Para isso, as roupas de proteção são essenciais. 

Geralmente, são compostas por um macacão com capuz, luvas de proteção e botas. Essas vestimentas são feitas de materiais resistentes às picadas, como tecido sintético ou algodão grosso, e são usadas para cobrir completamente o corpo do apicultor, evitando o contato direto com as abelhas.

Enfumaçador

Outro equipamento importante utilizado pelos apicultores é o enfumaçador, que é utilizado para produzir uma fumaça suave e direcioná-la para dentro das colmeias. 

Essa fumaça tem o efeito de acalmar as abelhas, tornando-as menos agressivas e mais propensas a se alimentar de mel. Isso facilita o trabalho do apicultor ao abrir a colmeia e manipular os quadros.

Extrator de mel

Na hora da colheita do mel, o apicultor utiliza um extrator de mel, que permite sua retirada dos favos sem danificá-los, por meio do processo de centrifugação. 

Dessa forma, o mel é extraído de maneira eficiente, preservando a integridade dos favos para que as abelhas possam reutilizá-los posteriormente.

Escova para abelhas

A escova para abelhas deve ser macia, geralmente feita de cerdas naturais ou sintéticas, que é usada para remover sujeiras, teias e abelhas indesejadas dos quadros de mel. 

A escova permite ao apicultor trabalhar de forma cuidadosa e delicada, minimizando a perturbação às abelhas durante o manejo.

Benefícios da apicultura: a importância do apiculturista

Em termos econômicos, a apicultura desempenha um papel significativo na geração de renda e empregos. A produção de mel, cera, própolis e outros produtos apícolas cria oportunidades de negócios para os apicultores, desde pequenos produtores até grandes empresas. 

Dessa forma, a venda desses produtos, tanto no mercado interno quanto no externo, contribui para a movimentação da economia, inclusive impulsionando o desenvolvimento de áreas rurais.

Além dos benefícios econômicos, a apicultura também traz importantes contribuições ambientais. As abelhas desempenham um papel fundamental na polinização de plantas, incluindo culturas agrícolas, árvores frutíferas e plantas silvestres. 

A polinização realizada pelas abelhas resulta em maior produtividade e qualidade dos cultivos, tendo reflexos na segurança alimentar e na diversidade de espécies vegetais. Sem a ação das abelhas, muitas plantas não seriam capazes de se reproduzir e tampouco de produzir frutos.

A atividade apícola igualmente contribui para a preservação de ecossistemas naturais. A manutenção de colmeias em áreas rurais e florestais cria condições favoráveis para a conservação da biodiversidade.

Por fim, do ponto de vista social, a apicultura também traz benefícios importantes. Isso porque a atividade pode ser desenvolvida em diferentes escalas, desde pequenas propriedades até grandes empreendimentos.

Essa característica faz com que surjam oportunidades de trabalho e renda para diversas comunidades, especialmente em áreas rurais, onde as opções de emprego costumam ser limitadas. 

Além dos produtos apícolas em si, a apicultura também pode gerar serviços ecossistêmicos. A presença de colmeias em áreas agrícolas pode contribuir para a polinização de culturas, aumentando a produtividade e reduzindo a dependência de técnicas artificiais de polinização. 

Em resumo, ao investir na apicultura estamos contribuindo para a conservação do meio ambiente, para o desenvolvimento econômico sustentável e para a promoção de comunidades mais fortalecidas e inclusivas.

Tags:

Redação Multti Clique

Redação Multti Clique

O Multti Clique é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *