contato@comunicabc.com.br

19 de maio, 2024

2

10 Espécies de Plantas Nativas da Bahia

plantas nativas da bahia

O estado da Bahia, esplendidamente abençoado com uma rica diversidade de ecossistemas, é o lar de uma variedade inigualável de plantas. Entre as vastas extensões de Mata Atlântica, caatinga e restinga, a Bahia abriga espécies vegetais que maravilham tanto pelo seu aspecto visual quanto pela sua importância ecológica. Hoje, iremos mergulhar no universo botânico baiano e apresentar 10 plantas nativas estonteantes desse estado:

Imbiriba (Rollinia mucosa):

Originária das florestas úmidas da Bahia, esta árvore impressiona com seus frutos amarelos e deliciosos. A imbiriba é não apenas uma visão exuberante na paisagem, mas também uma fonte nutritiva para a fauna local.

Pau-brasil (Caesalpinia echinata):

Sappanwood (Caesalpinia sappan) Flower, Leaf, Care, Uses - PictureThis

Símbolo majestoso e histórico do nosso país, o pau-brasil apresenta flores de uma cor amarelo-vivo deslumbrante. Seu tronco robusto e madeira colorida fizeram desta árvore o centro das atenções desde os tempos coloniais.

Cacto Mandacaru (Cereus jamacaru):

Este cacto colossal é uma maravilha da resistência. Adaptado às condições áridas da caatinga, o Mandacaru floresce com esplendorosas flores brancas, servindo de alimento e refúgio para diversos animais.

Umbu (Spondias tuberosa):

Um ícone do semiárido baiano, o umbuzeiro ostenta frutos suculentos e refrescantes. Suas raízes profundas e esponjosas armazenam água, fazendo dela uma planta vital para a sobrevivência em tempos de seca.

Jaborandi (Pilocarpus jaborandi):

Uma planta misteriosa e curativa, o jaborandi é conhecido por suas propriedades medicinais. Suas folhas são utilizadas na produção de remédios e cosméticos, demonstrando sua rica versatilidade.

Canela-de-ema (Vellozia squamata):

Esta planta inconfundível, com suas longas folhas espinhosas e flores vibrantes, é uma visão única nas montanhas rochosas da Chapada Diamantina.

Copaíba (Copaifera langsdorffii):

HD wallpaper: Averrhoa Carambola, Starfruit, exotic, green, blossoms,  leaves | Wallpaper Flare

Uma árvore majestosa, a copaíba é reverenciada por seu óleo resinoso, usado tanto na medicina tradicional quanto na indústria cosmética, evidenciando sua relevância multifacetada.

Orquídea-baiana (Cattleya tigrina):

Com flores de um roxo profundo e uma fragrância encantadora, esta orquídea é uma jóia rara da flora baiana.

Vinca (Catharanthus roseus):

Catharanthus roseus flower - PixaHive

Esta pequena planta, com suas flores delicadas e rosa-brilhantes, não apenas embeleza os jardins baianos, mas também tem propriedades medicinais reconhecidas.

Licuri (Syagrus coronata):

Ponto focal de muitas paisagens da caatinga, o licuri oferece frutos ricos em óleo, sendo essenciais para a economia e subsistência de muitas comunidades locais.

Estas são apenas algumas das inúmeras espécies de plantas nativas da Bahia, um estado onde a natureza trabalha incansavelmente para criar panoramas espetaculares e biodiversidade exuberante. Cada planta conta uma história, desempenhando um papel vital na tapeçaria rica e diversificada que é a vida baiana.

A Interconexão da Flora Baiana e a Cultura Local

A flora da Bahia não é apenas uma coleção de plantas admiráveis, mas está intrinsecamente ligada à cultura e à identidade do povo baiano. É impossível separar completamente a rica biodiversidade do estado da alma e das tradições de seu povo.

Por exemplo, o umbu não é apenas uma árvore que cresce no semiárido; ele é parte central de festivais e celebrações, como a “Festa do Umbu”. Esta festa não só celebra a colheita da fruta, mas também enfatiza a resiliência do povo da região que, assim como a árvore, aprendeu a prosperar em condições desafiadoras.

Da mesma forma, o licuri, além de sua importância ecológica e econômica, tem um lugar especial na culinária baiana. Seus frutos são transformados em deliciosos pratos, doces e óleos, refletindo a habilidade do povo baiano em usar os recursos naturais de maneira sustentável e criativa.

A canela-de-ema e a orquídea-baiana, com sua beleza estonteante, frequentemente inspiram artistas locais, desde pintores a músicos, reforçando a ideia de que a natureza e a arte estão inextricavelmente ligadas na Bahia.

Em suma, as plantas nativas da Bahia não são apenas organismos vivos que crescem no solo baiano. Elas são símbolos, inspirações e testemunhos da história, resistência e criatividade de um povo. E ao celebrar a flora, celebra-se também a rica tapeçaria cultural que a Bahia tem a oferecer ao Brasil e ao mundo.

A Medicina Tradicional e a Riqueza da Flora Baiana

A medicina tradicional sempre foi uma prática essencial para diversas culturas ao redor do mundo, e a Bahia, com sua tapeçaria cultural rica e multifacetada, não é exceção. O estado possui uma tradição rica em fitoterapia, aproveitando o vasto arsenal de plantas medicinais que crescem em seu solo.

Por exemplo, o jaborandi é uma planta emblemática, cujas folhas são usadas há séculos pela população local por suas propriedades curativas. Indígenas e comunidades tradicionais reconhecem seu potencial para tratar uma variedade de doenças, desde febres até problemas de visão.

O licuri e a copaíba, além de seus valores nutritivo e econômico, respectivamente, também são valorizados por suas propriedades medicinais. O óleo extraído de ambos é frequentemente usado como anti-inflamatório e cicatrizante.

Essa riqueza botânica serve como um lembrete do conhecimento ancestral dos povos baianos, que souberam, por gerações, como utilizar a biodiversidade ao seu redor para cura e bem-estar.

A Relação da Flora Baiana com Ritos e Espiritualidade

Não se pode falar da Bahia sem mergulhar em seu profundo oceano de espiritualidade e ritos religiosos, e as plantas nativas desempenham um papel crucial nesse cenário.

Muitas destas plantas são utilizadas em rituais afro-brasileiros, como o candomblé e a umbanda. Plantas como o pau-brasil não são apenas valorizadas por sua madeira ou flores, mas também por sua energia espiritual, sendo utilizadas em oferendas e cerimônias religiosas.

A vinca, com suas flores delicadas, é frequentemente associada a orixás femininos, simbolizando pureza e proteção. Em muitos terreiros, é comum ver jardins cultivados especificamente com plantas que possuem significados espirituais e são usadas em rituais.

Este vínculo entre a flora e a fé é uma demonstração do quão profundamente enraizada está a natureza na alma do povo baiano. Mais do que simples vegetação, as plantas são vistas como entidades vivas que carregam consigo o axé, a energia vital que permeia tudo e todos na cultura afro-baiana.

Tags:

Redação Multti Clique

Redação Multti Clique

O Multti Clique é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *